sábado, 8 de dezembro de 2012

Química da RESSACA!

Olá pessoal! Essa é para aqueles que sairam ontem, ou sairão hoje, e com certeza vão exagerar na dose. Falar que o álcool mata e etc, não vai impedir vocês de beberem, então ao menos vão saber o que está acontecendo!

Os Vilões


Etanol
(ou um cachorro de cabeça vermelha pros criativos)
Bom, sempre tem uma  molécula culpada, e nesse caso, a percursora de todo problema é o Etanol (álcool etílico se preferirem).  Primeiro vamos entender quem é o etanol, quais suas propriedades e assim vamos ver poque ele faz você desejar não ter nascido no dia seguinte, seja pela companhia ao lado ou pela dor de cabeça.

 Uma propriedade muito importante do etanol é sua solubilidade, ele é totalmente solúvel em água, e também é solúvel em óleos, isso é de extrema importância, explicarei o porque adiante. O fato de ser uma molécula pequena, também é importante.

 

 Como age


Esquema da parede celular.
Fonte: http://www.profpc.com.br
A aventura começa quando o sujeito ingere a bebida (para se ter uma idéia, em uma garrafa de vinho há 80g de etanol, que é muito comparado a outras drogas),  a absorção começa em seu estômago e continua no intestino. A presença de comida no estômago retarda a absorção de álcool (isso, coma antes de beber), mas no intestino, a absorção é independente da quantidade de comida presente.

A solubilidade do álcool, falada anteriormente, é o que permite sua absorção pelo organismo, tendo facilidade de se misturar em água (que constitui 70% de nosso corpo)  e em lipídeos ( que constituem nossa parede celular) todo nosso organismo é inundado pelo etanol.

O metabolismo do álcool acontece em grande parte no fígado, onde as enzimas álcool desidrogenase, CYP2E1 gerando como subproduto o etanal que é um aldeído.
 

                          CH3CH2OH + NAD+ AD CH3CHO + NADH + H+
                                                               (oxidação do etanol)
Como Mata


A curto prazo, a morte por etanol existe, porém a maioria das mortes é causada pelo sufocamento da pessoa em seu próprio vomito, por isso
sempre é recomendado, quando se está lidando com alguém em coma alcoólico, deita-la de lado! Outra forma de morte a curto prazo, seria a ingestão de uma bebida forte em um período de tempo muito curto, como virar uma garrafa de vodka por exemplo.

A tabela abaixo mostraa concentração de etanol no sangue (g/L) o estágio e os sintomas apresentados.


Etanol no sangue (gramas/litro) Estágio Sintomas
0,1 a 0,5 Sobriedade Nenhuma influência aparente
0,3 a 1,2 Euforia Perda de eficiência, diminuição da atenção, julgamento e controle
0,9 a 2,5 Excitação Instabilidade das emoções, incoordenação muscular. Menor inibição. Perda do julgamento crítico
1,8 a 3,0 Confusão Vertigens, desequilíbrio, dificuldade na fala e distúrbios da sensação.
2,7 a 4,0 Estupor Apatia e inércia geral. Vômitos, incontinência urinária e fezes.
3,5 a 5,0 Coma Inconsciência, anestesia. Morte
Acima de 5 Morte Parada respiratória

O gráfico abaixo mostra a concentração de álcool no sangue em função do tempo.


Fonte: chemistryviews.org

Fórmula de Widmark

Esta fórmula calcula a concentração de etanol no sangue (por mil 1/1000)

c = A / (r • W)

c= concentração de álcool
A= quantidadede etanol consumida (g)
W= peso da pessoa (kg)
r= fator de distribuição no corpo, sendo 0,7 para homem e 0,6 para mulher.

Por exemplo, ao ingerir uma garrafa de cerveja(600mL) em 600mL, 24ml são de álcool, nessa quantidade temos 19,2 g (densidade 0,8).

Cálculo para homem (70kg) c= 19,2/(0,7x75) = 0,36 ‰
Cálculo para mulher (70kg) c= 19,2/(0,6x75)= 0,42 ‰

Sendo assim o dito popular de que mulheres são mais "fracas" para a bebida, tem base científica. (obvio, efeitos variam de pessoa para pessoa, variam com a frequência de consumo e etc..)

Após alcançar a concentração máxima, ela decai numa taxa de 0,1 ‰/h a 0,2 ‰/h, esse decaimento linear se dá pois a oxidação do álcool é catalizada por uma enzima, e por ser uma enzima ela segue a cinética de Michaelis-Menten.

Espero que tenham gostado!

Cuidado com a cachaça nesse fim de semana!

 



Fontes:

http://btudoquimica.blogspot.com.br/2012/05/quimica-da-ressaca.html

http://www.chemistryviews.org/details/ezine/1052159/Chemistry_of_a_Hangover__Alcohol_and_its_Consequences.html


http://pt.wikipedia.org/wiki/Etanol

 http://www.profpc.com.br/Qu%C3%ADmica_das_c%C3%A9lulas.htm












segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Especial plantas tóxicas!

Olá gente, hoje farei um post dedicado as plantas que possuem algum efeito tóxico, podendo levar a intoxicações graves, morte, mas dependendo da dose, podem ser um remédio!

Quem são?                                             


                                             Mandioca Brava (Manihot utilíssima)




                                                 Mamona (Ricinus communis L.)




                                                   Dedaleira (Digitalis purpurea)



                                                 
                                                                    Cicuta


O que fazem?

Mandioca Brava

A mandioca brava pode causar graves problemas gastro intestinais e convulsões. Ao ser ingerida, a quebra de glicosídeos presentes na planta liberam ácido cianídrico, que é um inibidor da respiração celular, causando taquicardia, dificuldade de respirar e até morte.

Mamona

A mamona ou ricino é o fruto da mamoneira, o principal produto derivado desse fruto é o seu óleo, que possui características peculiares.

 Ele é rico em compostos que possuem o grupamento Hidroxila (-OH) isso confere a ele uma boa solubilidade em alcoóis, sendo usado na fabricação do biodiesel. Porém o óleo não é tóxico, a proteína que confere a toxicidade à planta, a ricina, não é solúvel no óleo.

A ricina

Estrutura da Ricina
É considerada a mais potente toxina de origem natural,
uma semente de mamona tem ricina o bastante pra matar uma criança. Os sintomas de envenenamento por ricina aparecem de 6 a 8 horas após a exposição, causa vomitos com sangue e diarréia. A dose letal para a ricina é 22 microgramas/kg, não existe antidoto, nem tratamento específico para o envenenamento por ricina.

Dedaleira

Planta originaria da Europa, é a matriz para a obtenção da molécula digotoxina. Essa molécula é um glicosídeo cardiotônico (utilizado na remediação de doenças do coração), usado para o tratamento de arritimias. 

Digotoxina

Utilizada a muito tempo na medicina para o tratamento do coração, esta molécula é precisamente dosada, um erro pode torna-lá um veneno.

O como cura?

Ela atua inibindo a proteína ATPase, responsável pelo funcionamento da bomba de sódio e potássio das células, com essa inibição, a entrata de cálcio na célula é facilitada, aumentando a contração do miocárdio, fazendo o coração bater mais forte.

Como mata?

A intoxicação pela dedaleira causa vomitos, contrações involuntárias de diversas partes do coração, causando arritimia cardíaca e morte.

Cicuta

Considerada uma das plantas mais tóxicas da América do Norte, também foi usada na condenação do filósofo Sócrates, que foi obrigado a tomar um veneno a base de cicuta. Ela é rica em cicutoxina.

Cicutoxina

Presente em todas as partes da planta (em maior quantidade na raiz) essa toxina  é um alcool insaturado, de estrutura não muito impressionante, mas de efeitos devastadores.



Como mata?

 Ela atua como estumulante do SNC, gerando hiperatividade cerebral, e assim, convulsões. Outros sintomas do envenenamento por cicuta são: Vomitos, dores abdominais, fraqueza, confusão, alucinações, falha nos rins. Sintomas como ansiedade e fraqueza muscular, podem se seguir por meses após a intoxicação (caso o indivíduo sobreviva...). A morte geralmente é causada por insuficiência respiratória.

Para identificar o envenenamento por cicuta, são usadas técnicas laboratoriais de análise como: espectrofluorimetria, HPLC, Cromatografia de camada delgada, espectrometria de massas (se quer saber mais sobre como funcionam essas técnicas, acesse os links). 


Ficou bem básico, mas já é algo para aguçar a curiosidade sobre o assunto. =)

Espero que gostem!



 


Fontes: 

http://www.cit.ufam.edu.br/prevencao/plantas/mandioca-brava.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mamona

http://en.wikipedia.org/wiki/Digitalis_purpurea#Toxicity


http://en.wikipedia.org/wiki/Cicutoxin


http://en.wikipedia.org/wiki/Cicuta

Fotos:

http://cangucuemcores.blogspot.com.br/2011/01/mandioca-brava-familia-euphorbiaceae.html


http://www.epharmacognosy.com/2012/04/foxglove-digitalis-purpurea-l-poisonous.html

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/73/Illustration_Ricinus_communis0.jpg

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/8/8d/Digitalis-stora_hultrum.sweden-24.jpg


http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/10/Illustration_Cicuta_virosa0.jpg


http://www.epharmacognosy.com/2012/05/western-water-hemlock-cicuta-douglasii.html

terça-feira, 9 de outubro de 2012

2º Simpósio de Química da UESB

II Simpósio de Química da UESB/Itapetinga, tema principal
“A Química como Instrumento do Desenvolvimento Sustável”.


Nesse evento você encontrará palestras, mesa redonda, momento cultural, oficinas temáticas e minicursos. Esperamos contribu

ir para o diálogo entre as pesquisas e relatos de experiências que são desenvolvidas nas Universidades e na Educação Básica, seja na formação inicial de professores, seja no campo de atuação profissional.
 
 
Para mais informações acessem http://www.uesb.br/ascom/ver_noticia_.asp?id=8754

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Napalm

Olá gente, hoje um post sobre uma das armas químicas mais devastadoras (sem contar as armas gasosas..).

O que é?

Barco americano lançando Napalm - Vietnam.
Napalm é um composto gelatinoso baseado em alguns derivados de petróleo, seu nome vem de dois constituintes de sua formula os ácidos NAftênico e PALMítico. Foi criado na segunda guerra mundial por um grupo de químicos da universidade de Harvard, liderados por Louis Fieser. Um colega de Fieser sugeriu a adição de fósforo à formula do Napalm, para aumentar seu poder de penetração na musculatura, onde queimaria dia após dia...

O napalm moderno (Napalm B) é composto de gasolina, benzeno e poliestireno, além de um agente químico para dar a ignição, no napalm original utilizava-se fósforo branco, o moderno utiliza Thermite. O napalm original queima por certa de 30 segundos, o moderno, 10 minutos!

Entre 1965-1969, o napalm foi fabricado pela empresa Dow (que aliás existe até hoje), na época a mesma sofreu boicotes e protestos.

Mata?

E como... 

Foto ganhadora do prêmio pulitzer de 1972.
Autor: Nick Ut / The Associated Press.
"Napalm é a dor mais terrível que você pode imaginar" disse Kim Phúc, protagonista de uma das fotos mais conhecidas do mundo, que garantiu o prêmio Pulitzer ao fotógrafo Nick Ut.

Segundo Kim, em uma entrevista cedida anos depois, disse que no momento estava gritando "Nóng quá, nóng quá"
  (muito quente, muito quente)

Para efeito de comparação, a água, ferve a 100 ºC, o napalm atingue temperaturas da casa de 800ºC!! 

O napalm gruda na pele humana, e não há meios de removê-lo. Quando usado como bomba, o napalm satura todo o ar com monóxido de carbono, matando por asfixia; uma bomba de napalm lançada de um avião em voo rasante afeta uma área de 2,1 km² .






É proibido?

Em termos, não precisa nem falar pra não brincar com isso em casa, a chance de queimaduras extremas é quase certa, mas a lei internacional proíbe o uso de napalm contra alvos civis, porém não contra alvos militares.

Fontes:


http://en.wikipedia.org/wiki/Napalm

http://toxipedia.org/display/toxipedia/Napalm




quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Piridina

Olá gente! O post sobre o acidente nuclear terá que esperar... Esses dias me lembrei dessa substância, tão odiada no meio químico.

O que é?

A piridina é um composto aromático, muito utilizado na química, desde a área analítica, na análise de cianetos, até a industria das tintas e borracha. É também utilizada como solvente e catalizador.

Composto muito inflamável e de cheiro enjoativo (algo como peixe podre pelo que dizem), tem sua descoberta documentada pelo cientista Escocês Thomas Anderson, que em 1849, ao examinar o óleo obtido da queima de ossos de animais a altas temperaturas, separou um óleo incolor, de cheiro desagradável, que mais tarde seria nomeado como Piridina.


Mata?

Depende, um composto inflamável, que facilmente forma misturas explosivas com o ar é algo pra se ter cuidado, mas há rumores (digo rumores pela carência de fontes e pesquisas a respeito, eu ao menos encontrei poucas coisas), de que essa substância causa IMPOTÊNCIA, aos que pensam estarem livres dessa substância, por não serem da área química, pensem melhor, pois ela também é um subproduto da queima do alcatrão, presente no cigarro...


Piridina na sua vida...

A piridina é encontrada em concentrações pequenas (calma!): Frango frito, café torrado, batata chips, bacon frito, chá preto é encontrada também na secreção vaginal e na saliva de pessoas com gengivite.

Piridina e as bruxas!

A piridina é encontrada na natureza nas folhas e raízes da Belladona, planta já citada aqui no blog, nas Moléculas da Inquisição!

Espero que tenham gostado



 Fontes:


http://en.wikipedia.org/wiki/Pyridine

Foto estrutura: http://www.ff.up.pt/toxicologia/monografias/ano0708/g21_piridina/index.html

domingo, 9 de setembro de 2012

Gás Sarin

O que é?

Coelho usado para detectar traços de Sarin
em uma planta de produção em
Rocky Mountain Arsenal

Sarin (2-(fluoro-metil-fosforil)oxipropano) é um gás incolor e inodoro, criado em 1938 para ser usado como inseticida, mas a história não foi bem assim...

Pra que serve?

A partir de 1939, passou a ser produzido pela Alemanha nazista para propósitos de guerra porém não utilizaram-no. Na década de 50, a antiga URSS e os EUA, passaram  a produzir sarin.

No Reino Unido o militar Ronald Maddison, morreu após uma estranha experiência com o gás, mais detalhes aqui.

Na década de 80 o iraque fez largo uso do gás, contra o irã, e contra o povo Curdo no massacre de Halabja, matando cerca de 5 mil pessoas e prejudicando outras 10 mil.

Em 1995, a seita japonesa Aum Shinrikyo, coordenou um ataque ao metro de tóquio, matando 13, ferindo gravemente 54 e afetando outras 980 pessoas, os motivos reais do ataque ainda são desconhecidos.

Como funciona?
 

Fórmula do gás sarin.
Ele funcinona de forma semelhante aos inseticidas organo-fosforados. O sarin é um forte inibidor da enzima cholinesterase, que atua no mecanismo de contração e relaxamento dos músculos, como o sarin inibe a enzima, ela se torna inativa, e com isso a acetilcolina, continua ativa, e isso gera fortes contrações musculares.

O que causa?

Outros efeitos do sarin além da contração muscular são, salivação abundante, diminuição da frequência cardíaca, sudorese, náuseas, vômitos, cegueira temporária e permanente e paralisia, convulsões, com alto índice de mortalidade. A contaminação faz com que haja uma insuficiência para realização de funções básicas, como a respiração e o controle dos batimentos cardíacos, já que os músculos são severamente afetados.


Fontes:
http://emergency.cdc.gov/agent/sarin/basics/facts.asp

http://pt.wikipedia.org/wiki/Sarin

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

GHB (boa noite Cinderela)

Olá pessoal, estou a muito tempo sem postar, hoje resolvi escrever! =)

Espero que gostem.

O que é?

O GHB (ácido gama hidróxibutírico) foi sintetizado na tentativa de se criar um análogo ao GABA. Foi testado também como anestésico, mas devido aos efeitos colaterais (contrações musculares involuntárias e delírios) a idéia foi abandonada.

Este ácido existe naturalmente no corpo humano, bem como em vinhos, carnes, pequenas frutas cítricas e na maioria dos animais, porém em pequenas quantidades.

É remédio?

Talvez, ao pesquisar um pouco a respeito, vi que o GHB foi usado para tratar insonia e até alcoolismo, porém foi proibido pela FDA, (agência americana que regula drogas e alimentos) com o pretexto de que ouve um aumento nos casos de abuso da droga e alegando efeitos colaterais severos. Porém há quem diga que tal proibição foi somente para proteger a industria farmacêutica, já que o GHB seria mais eficaz que os remédios vendidos pela mesma.

Boa noite cinderela


O GHB, além de ser usado em festas e durante o sexo (dizem que aumenta o "fogo"), também é usado como "droga de estupro", por ser uma droga de difícil detecção no organismo da vítima, e também pelo "apagão" que ela causa na memória de quem foi apagado.

De gosto salgado (por na maioria das vezes ser usado na forma de sal), mas inodoro e incolor, é facilmente adicionável a refrigerantes sucos e etc... A adição a uma bebida alcoólica torna as coisas muito mais perigosas, pois o GHB inibe a eliminação do álcool pelo organismo.

Dá cadeia? 

Como medicamento (ainda utilizado em casos raros) tem sua importação controlada pela ANVISA, mas por ser uma droga de síntese bem fácil, muitos produzem em casa... Não se animem, sem receita, até porque eu não tenho =). Logo podemos concluir que não é boa ideia andar com isso por ai.


Fim de semana ta aí, se liguem com seus copos!

Só uma reflexão final...



quinta-feira, 16 de agosto de 2012

O que tem nesse café?

Olá gente! Estou a uns dias sem postar nada, pois finalmente consegui uma vaga de estágio, e estou vendo os documentos e etc... =D

Bom hoje vou falar um pouco a respeito de uma molécula relativamente comum, porém de grande importância.

Agora mesmo ao lado do seu PC pode ter uma xícara cheia de um dos líquidos que a contém, esta substância é a cafeína.

O que é?


A cafeína (1,3,7-trimetilxantina) é um alcalóide, como a morfina citada aqui, e a cocaína aqui. É encontrada nas folhas e sementes de algumas plantas como a erva-mate, a semente do café e em menores quantidades na semente do cacau. É uma droga estimulante do sistema nervoso central, tem consumo liberado na maior parte do mundo e com isso muitos de nós somos viciados nela!

História

Provavelmente foi no México que o consumo de bebidas que continham cafeína começou, lá nos idos de 1500 a.C. Em 1502, ao retornar de sua viagem ao Novo Mundo, Colombo presenteou o rei Fernando da Espanha com sementes de cacau. Mas foi só em 1528 quando Hernán Cortez tomou a bebida amarga dos astecas na corte de Montezuma II, que os europeus conhheceram os efeitos estimulantes da droga.

A cafeína foi introduzida na europa através do chocolate, mas só aproximadamente um século depois, uma infusão mais concentrada do alcalóide na forma de café chegou a este continente. Porém o café já era usado a centenas de anos no Oriente Médio, assim como o chá na China.

ACORDA MEU POVO!


Atribuiu-se ao café vendido nas ruas de toda a europa, o mérito de ter deixado sua população mais sóbria. Em certa medida tomou o lugar do vinho no sul e da cerveja no norte, os operarios deixaram de consumir cerveja no desjejum. 

Em 1700, Londres ja contava com mais duas mil cafeterias! Frequentadas exclusivamente por homens, muitas passaram a se associar a um grupo específico, uma religião, profissão e etc... Foram nos cafés de Londres que muitos bancos, jornais, revistas e também a bolsa de valores, ganharam vida. Alguns dizem que esse efeito estimulante foi uma grande contribuição para a revolução industrial, e para o avanço científico.

A química da coisa...

A cafeína é um poderoso estimulante do SNC, acredita-se que ela bloqueia os receptores de adenosina de nosso corpo, a adenosina é uma das moléculas responsáveis pelo sono, com inibição em seus receptores causada pela cafeína, deixamos de sentir sono, sento assim a cafeína não nos "desperta" mas sim impede que a adenosina trabalhe. Os efeitos da cafeína incluem: a dilatação de alguns vasos, contração de outros, aumento do ritmo cardíaco e a facilitação na contração de alguns músculos.


Estrutura da cafeína
A cafeína é tóxica, sim como muita coisa, como diz o ditado: "a diferença entre o veneno e o remédio está na dose", e a quantidade de cafeína pra matar um adulto é de cerca de 10g. Muitos podem estar pensando, "aaahh matei uma garrafa de café, é agora que morro, ferrou...", mas vamos as contas, cada xícara de café tem em torno de 80 a 180mg de cafeína, dependendo do método de preparo, pra se ter uma overdose de cafeína, o sujeito deve tomar cerca de 55 a 125 xícaras de café seguidas!

Ela vicia, e seus sintomas de abstinência incluem, dor de cabeça, fadiga, sonolência, e quando a ingestão costumeira é excessiva, pode causar náusea e vomitos.

Muitos estudos procuraram a relação da cafeína com o desenvolvimento de câncer, doença cardíaca, osteoporose, entre outros. Até o momento não há dados conclusivos que relacionem o consumo moderado de cafeína com tais doenças.

Mas também faz bem!

Ela também é usada medicinalmente, para previnir e aliviar a asma, tratar enxaquecas, aumentar a pressão sanguínea, como diurético entre outros usos.

Fontes:
 Os botões de Napoleão, as 17 moléculas que mudaram a história .

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cafe%C3%ADna


http://www.aquimicadascoisas.org/?episodio=a-quimica-do-sono

Fotos: Google

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Química da DOR!

Olá, boa tarde! Inspirado pela reclamação de cólica de uma amiga, vou escrever um pouco sobre a QUÍMICA DA DOR hoje =)

AII Filha da...

O grito de  Edvard Munch 1893.
Provavelmente é o sintoma mais aclamado por poetas, músicos, escritores e por você, quando bate o dedo no pé da mesa...

No antigo Egito, e entre alguns povos da América pré-colombiana, a dor era vista como resultado da entrada de espíritos dos mortos no corpo através de uma orelha ou narina, na China, o Imperador Shen Nung (2800 a.C.) era grande conhecedor do uso medicinal de ervas e no tratamento da dor, na grécia antiga, Hipócrates foi pioneiro em recomendar técnicas de resfriamento e fisioterapia para alívio da dor, introduzir o ópio (que é a base da morfina, que foi falada no blog aqui).

Afinal, o que é a dor? A dor é um alerta do seu organismo, de que algo está errado! Esse sinal é transmitido ao SNC (sistema nervoso central) pelos nociceptores (celulas nervosas da dor), que existem aos milhares em cada milímetro de nossa pele,
 embora até hoje o ser humano sinta a dor na perda, a ciência a classifica como uma sensação assim como o olfato e o paladar A ativação dos nociceptores é, em geral, associada a uma série de reflexos, tais como o aumento do fluxo sanguíneo local, a contração de musculos da vizinhança, mudanças na pressão saguínea e dilatação da pupila.

Moléculas da dor



Prostaglandina

Leucotrieno

















Quando um tecido de nosso corpo é afetado, seja por uma queimadura de sol, ou uma infecção, nosso corpo libera moléculas chamadas de protaglandinas e leucotrienos ambos derivados do ácido araquidônico (não, ele não tem haver com aranhas). Essas moléculas, sensibilizam os nociceptores (aliás esse nome é um trocadilho com a palavra "nocivo"), que estando hipersensibilisados, transformam qualquer impluso em dor, até mesmo um toque, por isso incomoda tanto quando encostam na sua queimadura de sol!








AAS
Os analgésicos (nome dado ao grupo de drogas usadas para aliviar a dor), funcionam de maneiras distintas.

O ácido acetilsalicílico (aspirina), funciona inibindo permanentemente a enzima ciclooxigenase (COX) que são as enzimas onde o ácido araquidônico é transformado nas prostaglandinas citadas anteriormente, com a inibição causada pelo AAS, elas não são sintetizadas e a dor diminui ou cessa.

O ibuprofeno, atua de forma semelhante ao AAS, porém não inibe a enzima permanentemente.

Como os analgésicos sabem onde está a dor? Eles não sabem, quando você os toma, o medicamento é distribuido por todo o corpo, ou seja, alguma parte do medicamento irá acertar a área afetada!



     
Ibuprofeno




Mais informações de como funciona a dor (inglês):



Fontes: 

wikipedia

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Ecstasy (MDMA)

Olá, boa noite mais uma vez, uma droga que nasceu remédio, mas não deu certo =)

Histórico


MDMA
Foi sintetizado na empresa alemã Merck em 1912, nessa época, a empresa estava a procura de uma substância capaz de deter sangramentos anormais. A empresa estava de olho em um composto chamado Hidrastinina mas a patente desde já pertencia a Bayer (aquela da heronína, que falei aqui), assim a Merck sintetizou um análogo desta substância, a metil-hidrastinina. 

O MDMA era um composto intermediário da síntese da metil-hidrastinina, que a Merck não se interessou naquela época.

Houveram estudos com o MDMA, na década de 50, porém nada muito estrondoso. Foi na década de 70 que o uso recreacional desta droga começou.

Alexander Shulgin professor da Universidade da Califórina, ouviu dizer de seus alunos sobre os efeitos do MDMA, um deles havia até usado ela, para superar sua gagueira ( não vi nada a respeito dos efeitos, não façam isso na boa... haha), Shulgin sintetizou o MDMA e tentou ele mesmo... Passou a fazer uso ocasional da droga, dizendo ser seu "martini de baixa caloria", e também a distribuia para amigos pesquisadores, e outros.

Ecstasy! Povo criativo esse!
Nos anos 80 nos Estados Unidos, o MDMA fez sucesso nas boates da moda e boates gay da região de Dallas, com o nome de "Adam", e mais tarde se espalhou para as raves em todo país, depois para o mundo. Atualmente a droga é ilegal em muitos países, inclusive no Brasil.

Por que funciona?

O MDMA atua no cérebro, intensificando a ação de pelo menso três neurotransmissores, a serotonina a noradrenalina e a dopamina. A serotonima é o hormônio que controla o humor, a dor, o apetite e etc... A intensificação da sua atividade, causa o efeito de melhora do humor relatado por quem usa, e explica também os efeitos posteriores, pois com esta descarga de serotonina ela fica "em falta", no organismo.


Efeitos

Após a droga iniciar sua ação no organismo (1 hr depois do consumo, com pico após 2-3 horas), o indivíduo sente uma tontura inicial, seguida da sensação de diminuição do peso do corpo, perde a timidez, fica menos agressivo, entre outros. Os efeitos posteriores ao uso incluem, náusea, fadiga, perda de apetite, irritabilidade, depressão, dores musculares, devido a intensa hiperatividade e etc...


A química
Safrol
Uma das rotas de produção do MDMA, é a partir do Safrol, um óleo amarelado extraido das plantas sassafras. Não é necessário muito óleo para a produção dos comprimidos, 500 mL de óleo, comprados a uma faixa de 20 a 100 dólares, produzem aproximadamente 1300 a 2800 comprimidos, com 120mg de MDMA cada (!!!). O safrol támbem é um pesticida natural encontrado em diversas plantas, e também é encontrado na "root beer" cerveja a base das raízes da sassafra!



Fontes: Wikipédia

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Hiroshima 67 anos.

Dia 6 de Agosto de 1945, ocorreu o primeiro bombardeio nuclear da história, a bomba "little boy" explode a 600 metros do solo japonês, matando instantaneamente cerca de 80 mil pessoas.

Após a explosão, ergueu-se um clarão, e uma nuvem escura de detritos, que precipitou na forma de uma chuva, com gotas do tamanho de uma bola de gude, de material pastoso e escuro. Cerca de 300 mil pessoas morreram em consequência do ataque.

A Bomba

A Mk l ''little boy", tinha 3 metros de comprimento 71 cm de largura, pesava 4400 Kg.

Little Boy

O funcionamento da bomba fundamentava-se no princípio de reação em cadeia e a fissão nuclear do urânio-235, onde um nêutron atingia um núcleo de urânio, esse se dividia em 2 outros núcleos, e mais 2 ou 3 neutrons, que atingiam outros nucleos, e assim por diante.

A estrutura básica da bomba era a seguinte, na parte de trás da bomba, ficava um cilindro com 26Kg de urânio, e da ponta um "alvo" com mais 38 Kg de urânio, o que não é muita coisa, é pouco mais de 1% do peso total da bomba!
O mecanismo de detonação funcionava como é demonstrado na figura ao lado, a carga de urânio da parte de trás é lançada como um projétil de um revólver, com a ajuda de uma carga de pólvora, o projétil atinge o alvo de urânio na ponta, e desencadeia a fissão nuclear.

A destruição causada foi equivalente a de 15 mil toneladas de TNT.

A destruição


Autor: KIYOYOSHI Gori Hiroshima 1 hora após a bomba
Como era de se esperar, os estrago foi grande. Devido a grande quantidade de construções de madeira (aquelas tradicionais japonesas), a cidade ardeu em chamas, grande parte das mortes se deu devido as queimaduras intensas, pessoas entravam nos rios na esperança de amenizar a dor.

A destruição patrimonial foi grande, as fotos abaixo mostram a área próxima ao "ground zero", 
antes e depois da explosão.


Antes
Depois
         


Tstomu Yamaguchi (山口彊 Yamaguchi Tsutomu) (16 de março de 1916 — Nagasaki, 4 de janeiro de 2010) é um japonês que sobreviveu aos dois bombardeios atômicos sofridos pelo Japão ao fim da Segunda Guerra Mundial, em Hiroshima e Nagasaki. Apesar de se saber que em torno de 160 pessoas atingidas pelos dois bombardeios sobrevivevam, Yamaguchi é o único japonês reconhecido oficialmente pelo governo japonês como sobrevivente dos dois bombardeios atômicos.
Yamaguchi se encontrava em viagem de negócios em Hiroshima na manhã de 6 de agosto de 1945, quando a cidade sofreu o primeiro bombardeio atômico da história. Ferido e com queimaduras na parte superior do corpo, ele passou a noite num abrigo antiaéreo da cidade e, no dia seguinte, voltou para procurar um melhor tratamento na cidade onde morava, Nagasaki. Três dias depois, em 9 de agosto, ele sofreu novamente as consequências de um segundo bombardeio atômico, sobrevivendo mais uma vez. Tsutomu morreu aos 93 anos de idade, vítima de um cancêr no estômago.
Relatos

“Parecia o fim do mundo”, relembra Tieko. Por sorte ela não sofreu ferimentos graves na queda do ginásio e levou a amiga para fazer curativos. À medida que se aproximava do hospital, ela observava mais e mais vítimas. “Muitos estavam desfigurados pelas queimaduras, com pedaços da pele do rosto e dos braços pendurados, pedindo ajuda, pedindo um gole de água” Tieko Kihara.
“Quando a bomba explodiu, eu tinha 21 anos e era um soldado da polícia de Hiroshima. Estava a 1.300 metros do epicentro da explosão. Se meu uniforme fosse feito de um tecido menos resistente, teria morrido queimado. As lembranças que tenho daquele dia são horríveis. Pessoas com os cabelos queimados e as peles penduradas pelos dedos, agonizando de dor, pulavam no rio para tentar aliviar as queimaduras. Só que acabavam morrendo afogadas. Depois de certo tempo, o rio estava coberto por cadáveres. Muitos corpos também foram encontrados nos tanques de água da cidade, que serviam para apagar os incêndios causados pelos bombardeios. O cheiro era insuportável. Todos gritavam. Um colega meu, que esteve nos escombros do epicentro da bomba à procura de seus pais, disse que chegou um ponto onde não havia onde pisar, senão em cadáveres" Takashi Morita.

Mais relatos aqui.

Fotos: Wikipedia.

sábado, 4 de agosto de 2012

Chumbo, Arsênio e Mercúrio.



Olá, Hoje não farei uma postagem com textos, mas deixarei vídeos, muito interessantes, a respeito de três metais pesados, Chumbo, Arsênio (esse sendo extremamente tóxico) e Mercúrio, o único metal líquido a temperatura ambiente (também muito tóxico).





Chumbo



Foi usado até em camuflagem de submarinos!

E para fazer vidros resistentes a radiação!

Importante: Os que não se dão bem com o inglês, aperte CC na barra, e acione as legendas em português.




Arsênio
Elemento que foi muito usado para resolver problemas com maridos, esposas e colegas de trabalho, da pior maneira...





Mercúrio


Quer descobrir por que o chapeleiro, de Alice no Pais das Maravilhas era louco? Assista!          



Se você gostou dos vídeos, pode ver outros por aqui, clique no elemento, e veja o vídeo =D.