terça-feira, 7 de agosto de 2012

Ecstasy (MDMA)

Olá, boa noite mais uma vez, uma droga que nasceu remédio, mas não deu certo =)

Histórico


MDMA
Foi sintetizado na empresa alemã Merck em 1912, nessa época, a empresa estava a procura de uma substância capaz de deter sangramentos anormais. A empresa estava de olho em um composto chamado Hidrastinina mas a patente desde já pertencia a Bayer (aquela da heronína, que falei aqui), assim a Merck sintetizou um análogo desta substância, a metil-hidrastinina. 

O MDMA era um composto intermediário da síntese da metil-hidrastinina, que a Merck não se interessou naquela época.

Houveram estudos com o MDMA, na década de 50, porém nada muito estrondoso. Foi na década de 70 que o uso recreacional desta droga começou.

Alexander Shulgin professor da Universidade da Califórina, ouviu dizer de seus alunos sobre os efeitos do MDMA, um deles havia até usado ela, para superar sua gagueira ( não vi nada a respeito dos efeitos, não façam isso na boa... haha), Shulgin sintetizou o MDMA e tentou ele mesmo... Passou a fazer uso ocasional da droga, dizendo ser seu "martini de baixa caloria", e também a distribuia para amigos pesquisadores, e outros.

Ecstasy! Povo criativo esse!
Nos anos 80 nos Estados Unidos, o MDMA fez sucesso nas boates da moda e boates gay da região de Dallas, com o nome de "Adam", e mais tarde se espalhou para as raves em todo país, depois para o mundo. Atualmente a droga é ilegal em muitos países, inclusive no Brasil.

Por que funciona?

O MDMA atua no cérebro, intensificando a ação de pelo menso três neurotransmissores, a serotonina a noradrenalina e a dopamina. A serotonima é o hormônio que controla o humor, a dor, o apetite e etc... A intensificação da sua atividade, causa o efeito de melhora do humor relatado por quem usa, e explica também os efeitos posteriores, pois com esta descarga de serotonina ela fica "em falta", no organismo.


Efeitos

Após a droga iniciar sua ação no organismo (1 hr depois do consumo, com pico após 2-3 horas), o indivíduo sente uma tontura inicial, seguida da sensação de diminuição do peso do corpo, perde a timidez, fica menos agressivo, entre outros. Os efeitos posteriores ao uso incluem, náusea, fadiga, perda de apetite, irritabilidade, depressão, dores musculares, devido a intensa hiperatividade e etc...


A química
Safrol
Uma das rotas de produção do MDMA, é a partir do Safrol, um óleo amarelado extraido das plantas sassafras. Não é necessário muito óleo para a produção dos comprimidos, 500 mL de óleo, comprados a uma faixa de 20 a 100 dólares, produzem aproximadamente 1300 a 2800 comprimidos, com 120mg de MDMA cada (!!!). O safrol támbem é um pesticida natural encontrado em diversas plantas, e também é encontrado na "root beer" cerveja a base das raízes da sassafra!



Fontes: Wikipédia

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. so é preciso do safrol pra produzir mdma?

    ResponderExcluir
  5. Victor, tenho interesse em aprender mais sobre MDMA, se puder me ajudar matheuszl515@gmail.com

    ResponderExcluir