sábado, 7 de março de 2015

COLUNA DE WINOGRADSKY: PRIMEIROS RESULTADOS!

Olá pessoal! Continuando a série sobre a coluna de Winogradsky falarei um pouco mais sobre os nutrientes e a sua importância para os microorganismos.

Carbono

Importante para dar início a toda vida na coluna, é utilizado pelas bactérias heterotróficas para obter energia, as bactérias fixadoras de carbono não de extrema importância para a vida na terra e podemos ver sua participação no ciclo abaixo:
"decompositores", grupo onde se encontram as bactérias.


 As fontes de carbono são variadas desde jornais, papel ou algodão até carbonatos que podem ser metabolizados por algumas bactérias.

Enxofre

Nutriente importante para as bactérias que o metabolizam compostos de enxofre para obter energia oxidando qualquer espécie de enxofre até o sulfato, como podemos ver no ciclo abaixo:
Ciclo bacteriano destacado em vermelho.


Resultados e interpretação.

Após duas semanas já podemos observar alguma vida em nossa garrafa. Recordando que existem diferenças entre as garrafas que podem ser vistas aqui.
Antes de mais nada, segue um diagrama de como se distribuem as bactérias na coluna, essa distribuição está ligada a dois fatores principais, presença ou não de oxigênio e presença ou não de enxofre (na forma de ácido sulfídrico).


Nota: Reparem no trabalho artístico de divulgação científica no topo das garrafas! Todos os créditos para minha namorada =D !!
Aceitamos encomendas para decorar sua coluna de Winogradsky!


Inclui detalhes artesanais do logo do seu blog!
Voltando para a microbiologia! Na garrafa da esquerda foram observados dois tipos de microrganismos, algas e bactérias púrpura sulfurosas.

Algas 

São organismos que realizam fotossíntese, portanto produzem seu próprio alimento com os "reagentes" gás carbônico (fonte de carbono!), água (agente redutor!) e luz como catalizador,  produzindo oxigênio e açucares em um dos processos mais impressionantes da natureza!
Detalhe para as bolhas aderidas ao fundo: seria oxigênio produzido na fotossíntese ou gás carbônico/oxigênio das bactérias heterotróficas do solo?
Observem as algas no fundo e nas paredes!

Bactérias Púrpura Sulfurosas

Também são fotossintéticas como as algas porém são anaeróbias ou microaerofílicas (só vivem com pouco oxigênio). São denominadas sulfurosas pois ao invés de utilizarem água como agente redutor de seu processo de fotossíntese, utilizam ácido sulfídrico reduzindo-o a enxofre!


Mas e a outra garrafa?

Bom, a segunda garrafa está com muitas algas e aparentemente nenhuma vida anaeróbia. Talvez pela pequena quantidade de solo que permite a difusão do oxigênio ou algo envolvendo os nutrientes que tentarei analisar mais pra frente.

O pedaço flutuante é solo coberto de algas.



O que esperar?

Acredito que existem alguns microrganismos que ainda virão (estou escrevendo com atraso então já temos algum progresso que descreverei em breve!), bactérias verdes sulfurosas, Chlostridium, bactérias púrpuras não sulfurosas entre outras coisas que não faço idéia, já que não sou biólogo (aceito a ajuda de algum(a)!)! =D

Mas e depois?

Tenho a vontade de observar-los no microscópio, porém ainda preciso de acesso a um!





















domingo, 15 de fevereiro de 2015

FAÇA EM CASA! COLUNA DE WINOGRADSKY, seu pet de baixo custo!

Se você leitor, está pensando em ter um cachorrinho, gato, papagaio, mas acha que não terá tempo para o bichinho (e nem dinheiro)...

SEUS PROBLEMAS ACABARAM! =DDD

Faça já sua coluna de Winogradsky! Seu pet pré-histórico!

Tenha uma variedade enorme de microrganismos, aeróbios, anaeróbios, facultativos, roxinhos, amarelinhos e verdinhos! Em uma garrafa!!!

Tá parei...

Mas realmente vou encarar essa experiência como meu(s)"bichinho(s)"


O que é?

A coluna de Winogradsky, criada por um microbiologista de mesmo nome para estudar microrganismos em conjunto, é constituída basicamente de um frasco de vidro, substrato, água e bactérias. 

Suas características serão explicadas nos próximos posts, conforme a evolução das colunas que fiz =).


Como fazer?

Simples... Primeiro umas considerações de segurança: Use EPI (equipamento de proteção individual: luvas e óculos de segurança no mínimo), você não sabe a procedência da lama que está coletando, pode conter patógenos, metais pesados e etc...

Materiais:



  1. Luvas
  2. Fonte de Carbono
  3. Fonte de Enxofre
  4. Espátula/ colher
  5. Pote para a coleta do substrato
Sejam criativos nas fontes de nutrientes, utilizei sais facilmente encontrados em lojas de artigos para laboratório, mas também podemos usar gema de ovo cozida como fonte de enxofre, casca de ovo e papel como fonte de carbono.

A lama!



Vale quase tudo que cheire a banheiro, se você dispor de um lago perto de casa, colete a lama e a água de lá, caso você more em uma cidade grande e não tenha acesso nem a um jardinzinho, seja criativo! Terra da arborização urbana, água de chuva podem funcionar bem (veremos!).

Não colete água do Tietê/Pinheiros ou qualquer outro rio extremamente poluído ou com despejo de esgoto.

A garrafa.


Utilizei duas garrafas pequenas e variei algumas condições para cada uma. Talvez elas sejam muito pequenas, o que pode comprometer a diversidade de bactérias.

*O procedimento é simples e não merece nem um subtítulo: vista as luvas misture o substrato e a água com uma colher de sopa de cada fonte de carbono e enxofre além de umas 3 bolinhas de algodão bem desfiadas (para aumentar a superfície de contato e facilitar para seus bichinhos )

nota: use garrafas de boca larga, tive dificuldades para passar tudo pra dentro da garrafa...

Condições do experimento!



Como descrito nessa foto lindamente editada no photopaintshop, as condições foram as seguintes:

Garrafa 1
  • água até a boca (sem ar)
  • material sólido até a metade
  • mais bolinhas de algodão
  • **aquela borra branca no fundo foi um "erro" adicionei o sulfato e o carbonato antes e eles grudaram um pouco, vamos ver no que vai dar =D
Garrafa 2
  • dois dedos de ar
  • material sólido até 1/3 
  • menos algodão
  • mais sulfato de sódio (enxofre)

Resultados

CALMA! Ainda não temos nada, acredito que dentro de uma semana poderemos ver alguma vida na garrafa =D

Obrigado e continuem acompanhando o crescimento do nosso pet!